blog img

O tradicional desfile farroupilha de 20 de setembro está cancelado em Pelotas neste ano, por conta da pandemia do novo coronavírus. A decisão foi acordada em reunião por videoconferência, entre a prefeita Paula Mascarenhas e representantes da 26ª Região Tradicionalista (26ª RT) nesta quinta-feira.

Os tradicionalistas planejam, junto à Secretaria de Cultura (Secult), uma proposta de Semana Farroupilha virtual para garantir o distanciamento social.

“Parabenizo os tradicionalistas, pela decisão de cancelar o desfile, dentro do princípio da precaução. Vamos deixar de realizá-lo neste ano, para que possamos ter muitos outros desfiles no futuro, com saúde e segurança”, disse a prefeita Paula.

Segundo o coordenador da 26ª RT, Márcio Corrêa, atividades como a Missa Crioula deverão ser online. O vice-presidente do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG), César Oliveira, defendeu que a programação audiovisual, por meio da internet, poderá ampliar a visualização da cultura tradicional gaúcha para fora do Rio Grande do Sul. “Isso potencializa a questão do turismo no Estado – setor que deverá ter uma retomada significativa pós-pandemia”, disse.

DURANTE O ENCONTRO online, foi discutida a gestão municipal dos recursos da lei federal Aldir Blanc, que prevê socorro financeiro emergencial para o setor cultural durante a pandemia. O secretário de Cultura, Giorgio Ronna, explicou que uma comissão, com membros do Conselho de Cultura (Concult), Secretaria da Fazenda (SMF) e Procuradoria Geral do Município (PGM), está reunida para tratar da questão.

“O setor cultural de Pelotas é muito amplo. Então, é preciso que os recursos cheguem para todos, de maneira justa, e que sejam investidos em projetos que produzam frutos para o futuro”, explicou a prefeita.

De acordo com o secretário Ronna, pré-conferências com cada segmento cultural do Município serão feitas a partir de agosto, enquanto a Secult segue empenhada em mapear os agentes culturais locais, para que ninguém fique de fora. “Todos os coletivos e organizações culturais terão acesso aos recursos da Lei Aldir Blanc, e o desafio é fazer a distribuição de maneira justa. Por isso, manteremos o diálogo com cada um dos representantes das manifestações culturais de Pelotas”, disse. Estão previstos R$ 2 milhões em recursos da referida lei para Pelotas.

SOBRE AS ATIVIDADES permitidas para os Centros de Tradições Gaúchas (CTGs), durante o período de pandemia, a prefeita Paula orientou os representantes da 26ª RT a acompanhar as medidas anunciadas nos decretos municipais para contenção da Covid-19 em Pelotas. Os almoços com público nos CTGs estão proibidos, bem como os bailes e aulas coletivas de dança, para evitar aglomerações. A venda de comida por tele-entrega ou para pegar e levar fica permitida. O atendimento individualizado, com no máximo duas pessoas, para aula de dança ou para prática da vaca parada, com distanciamento, também pode ocorrer, de acordo com o atual decreto.

O GRUPO enviará, ao Executivo, um manual de orientações para atividades em CTGs de todo o Rio Grande do Sul, criado com base no sistema de Distanciamento Controlado do governo do Estado, para que seja examinado pelo Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus.

O vice-prefeito, Idemar Barz, acompanhou o encontro online.

Fonte: Site do Diário da Manhã